Coleta e análise das fontes integra projeto de remodelação dos 24 espaços

Locais serão transformados em ambientes de preservação permanente; consumo da água, contudo, continuará sendo desestimulado

Parte da equipe multidisciplinar que está trabalhando no projeto de remodelação das fontes e nascentes de Cascavel começou hoje (26) mais uma rotina de coleta de amostras para análise da qualidade da água desses espaços no laboratório físico-químico da Fundetec, a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel. São 24 nascentes na área urbana, sendo que dessas 17 estão ativas. A análise será mensal para continuar demonstrando a falta de potabilidade da água, uma vez que todas as nascentes estão contaminadas.

"Todas as fontes continuam com a água imprópria para o consumo. Mas ainda assim serão preservadas, visando à qualidade do nosso lençol freático e à conservação desses espaços como ambientes de convivência com a natureza", detalhou o gestor ambiental José Ferreira, que integra a equipe que trabalha na elaboração do projeto, que faz parte do convênio firmado entre o Município de Cascavel e a Sanepar no dia Mundial da Água - 22 de março. Desde então, técnicos da Secretaria de Meio Ambiente, da Fundetec, da Secretaria de Agricultura e da Sanepar estão empenhados nesta missão de remodelar, recuperar e readequar esses locais tão apreciados pela comunidade não somente na área urbana, mas também com propostas para a área rural.

Os locais onde há fontes receberão, de acordo com as características individualizadas de cada bairro, academia da terceira idade, parque infantil, bancos novos, espaço de lazer e convivência, replantio de árvores, entre outras melhorias. Nesta quarta-feira (27) um grupo formado por gestores ambientais, arquitetos, engenheiros ambientais, engenheiros químicos, engenheiros florestais e veterinários passarão em todos esses locais analisando o que será possível fazer em cada um deles. A vistoria vai apontar uma análise individual de cada nascente, para definir o que cada espaço demandará de mudanças. O acesso à captação será dificultado, para que as pessoas apenas contemplem", adiantou Ferreira.

No interior, na medida que o tempo colaborar, esta semana também será iniciado o trabalho de conservação de nascentes, com o primeiro dia de campo em São Salvador, na propriedade da família Torres. Serão protegidas e adequadas nascentes que os produtores rurais captam água para consumo humano e animal.

 

FONTE: SECOM