Parceria da Fundetec com a Fundação Araucária permite a descoberta de novos cultivares para Cascavel e Região

A Fundetec (Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico) é referência em pesquisas e análises na área do agronegócio e agroalimentar, com profissionais competentes e laboratórios equipados com os mais diversos instrumentos.

Entre as diversas pesquisas realizadas pela Fundetec, uma das mais recentes foi o estudo de plantio e colheita de batata-doce. Durante o processo, bolsistas estudantes de agronomia, participaram como forma de ganho de conhecimento técnico sobre o tema. Ainda durante o projeto que ocorreu em 2017 foi estudado o caso da estufa frutífera. 

As alunas Andressa Bernardino Oleinik e Jéssica Caroline de Lima estiveram presentes na Fundação pelo período de 11 meses por meio de uma parceria entre a Fundetec e a Fundação Araucária no "Projeto PIBIC" que tem como objetivo oportunizar espaço de pesquisa para acadêmicos. Durante o tempo de estudo Andressa e Jéssica acompanharam todos os processos desde a escolha de mudas, análise de solo, plantio, desenvolvimento e colheita, sendo que ao final realizaram um relatório. 

Nos 11 meses foram plantadas 250 mudas de batata-doces (BRS Amélia, BRS Beauregard, BRS Roxa, BRS Rubissol, Aruba e mudas do Cultivar  EPagri SCS 3770), além de mudas de maracujá e figo.

O espaço escolhido foi a Agrotec, área agrícola da Fundetec. As acadêmicas contaram com a ajuda e acompanhamento dos funcionários da Agrotec, além dos pesquisadores da Fundetec.

O resultado obtido é que a batata-doce da espécie BRS Beauregard é a melhor opção para o produtor da região. Sendo que esta possui melhor desempenho agronômico em relação às outras variedades, além de ter 10 vezes mais vitamina A.